O mindfulness nunca esteve tão em alta. E se depender de empresas como Apple, Google e Nike a prática que envolve meditação e atenção plena deve se tornar ainda mais popular.

Além de reduzir os níveis de ansiedade e estresse, o mindfulness estimula a criatividade, a memória e a empatia.

Mas os estímulos vão além do bem-estar dos funcionários e se refletem em números financeiros.

Segundo o livro Mindful Work, de David Gelles, um funcionário com altos níveis de estresse pode custar cerca US$ 2.000 ao ano entre gastos de saúde e perda de produtividade para uma empresa.

Ao mesmo tempo, Gelles concluiu que os os custos com assistência médica caíram 7% na gigante de seguros Aetna depois que a empresa passou a incentivar seus colaboradores a fazer pequenas pausas para focar na respiração durante o expediente.

Em números, a mudança gerou uma economia de US$ 6,3 milhões para o grupo.

Mindfulness no Google

Os mesmos resultados foram vistos no Google onde o programa Search Inside Yourself foi criado.

Na empresa de Mountain View:

  • os níveis de estresse caiu de 58% para 24%
  • a performance subiu de 36% para 68%;
  • e a capacidade de liderança saltou de 17% para 46% entre os participantes.

Mais do que isso, os cientistas de Harvard descobriram que a meditação é capaz de mudar positivamente a estrutura do cérebro.

Mindfulness no pacote de benefícios

Com estes benefícios, cada vez mais empresas investem em salas de meditação para oferecer aos funcionários momentos de tranquilidade trabalho.

Na editora global Pearson todas as salas de amamentação foram transformadas em salas de meditação. E isso se tornou parte da cultura da empresa. E ela não está sozinha.

Empresas como Nike, Salesforce e Yahoo também incluíram espaços de meditação em seus escritórios.

A Salesforce apoia tanto a prática que, quando abriu seu escritório em São Francisco, em 2016, incluiu uma sala de meditação em todos os andares.

Já a Nike, oferece workshops e aulas de meditação em grupo para acalmar a mente de seus funcionários.

E toda esta cultura teve um evangelizador de sucesso. Steve Jobs era praticamente de meditação desde a juventude e também estimulava a prática entre os seus colaboradores.

Segundo Jobs, com a mente em um ritmo mais baixo, “Você enxerga muito mais do que é capaz”.

Comece a praticar mindfulness no trabalho

Experimente reservar alguns minutos do seu dia para meditar. Pode ser antes de começar a trabalhar ou até mesmo depois do almoço.

Uma pausa de 3 minutos já traz resultados significativos.

Anote os efeitos. Muito provavelmente, dentro de poucos dias, sentirá os benefícios que vimos até aqui.

Que a atenção plena e a produtividade estejam com você.


Publicado por Vinicius Aguiari

Eu escrevo sobre assuntos interessantes que farão sua vida melhor. Se conecte comigo!